Na casa da Dri, não me lembro agora se era aniversário dela, ou qualquer dia normal, eu vivia lá, detonando meu cabelo na pscina.
Meu pai, prima Catarina e eu (abaixo).
Eu me divertia muito com a Cat, eu ficava falando francês pra ela, e ela mesmo sem entender, se acabava em gargalhadas! Qualquer coisa que eu dissesse em francês ela ria. Acho que ela gostava dos acentos, ou então era uma reação adversa por ouvir alguém falando e não conseguir reconhecer nenhuma palavra. Cócegas de uma mente sendo aberta para as possibilidades do Mundo. C'était amusant!!! :)
 
 
 
.. se você chegou a esta tela e não vê o menu de navegação no alto,
clique no botão ao lado para abrir o site desde o princípio. ...>